CDS Lisboa

CDS – Concelhia de Lisboa

Notícias

Está a surgir uma rede para cuidar de pessoas em “total abandono”

Projecto-piloto nas Avenidas Novas deverá culminar, em 2021, com a criação de uma bolsa de voluntários para serem cuidadores. Coordenadora diz que “o confinamento veio piorar” a situação de muitos.

Na Lisboa que todos os dias se enche de gente, as paredes escondem a solidão. “Temos muitas pessoas adultas em situação de total abandono”, resume Paula Guimarães. Idosos ou pessoas com algum tipo de deficiência, multiplicam-se as histórias de quem depende do cuidado de outros para sobreviver – e há casos que permanecem ocultos.

O grupo de missão “Cuidadores das Avenidas”, que está a dar os primeiros passos, nasceu para apoiar cuidadores e cuidados. Centrado na freguesia das Avenidas Novas, o projecto surgiu por iniciativa dos vereadores do CDS na Câmara de Lisboa e pretende-se que dê origem a “um modelo disseminável a outros territórios”, explica Paula Guimarães, coordenadora do grupo.

O objectivo último é a “criação de uma rede de cuidadores informais e voluntários” capaz de acorrer a todas as situações de necessidade, afirma, mas para já a ideia é “apoiar aquilo que já existe”. Ou seja, identificar as pessoas que já prestam cuidados a familiares, tal como definido no estatuto do cuidador informal, e disponibilizar-lhes o auxílio de que precisem: jurídico, psicológico ou lúdico, por exemplo.

-- Partilhe nas redes: