CDS Lisboa

CDS – Concelhia de Lisboa

Notícias

AML: PSD e CDS-PP abandonaram debate sobre futuro da Baixa Pombalina, em protesto

AM de Lisboa. PSD e CDS-PP abandonaram debate sobre futuro da Baixa Pombalina, em protesto
A Assembleia Municipal de Lisboa discutiu esta terça-feira o futuro da Baixa Pombalina, num debate que ficou marcado pela ausência dos deputados do PSD e do CDS-PP, em protesto por não terem tido acesso ao documento enquadrador do tema.
“O debate está prejudicado por falta desta informação”, afirmou o representante da bancada do grupo municipal do PSD Luís Newton, pedindo o adiamento da discussão, proposta também defendida pelo CDS-PP, com Isabel Galriça Neto a defender uma discussão “em igualdade de circunstâncias”, após todos os deputados terem acesso ao documento.
“Todos os problemas aqui identificados que aconteceram ao longo destes anos na Baixa são resultado de uma má política de cidade desenvolvida pelo executivo anterior [presidido pelo PS]”, afirmou Joana Almeida, assegurando que a atual governação camarária PSD/CDS-PP está “totalmente empenhada” em “construir boas soluções para a Baixa”, contando com a participação de todos no processo.
O vereador da Cultura, Diogo Moura (CDS-PP), confirmou que “nos últimos anos a Baixa perdeu cerca de 110 lojas face aos impactos da pandemia”, ressalvando que não se tratam de estabelecimentos classificados como Lojas com História, em que dos mais de 170 que existem “fecharam apenas 22” e “apenas a sapataria A Deusa fechou por motivo de despejo”, os outros encerramentos foram “por várias razões”.
Diogo Moura apelou ao Governo para rever o final da proteção ao arrendamento no NRAU, que deve terminar em 2023, para que seja prorrogado esse prazo.

-- Partilhe nas redes: